Primeira Igreja Batista na Bahia

(Fundada em 1882)

 

Copyright © Guia Geográfico - Religião e Cultos na Bahia.

 

O pastor Antônio Teixeira de Albuquerque (1840-1887), entre os fundadores da Igreja. Ele foi padre católico, em Alagoas, e converteu-se ao protestantismo. Em 1881, tornou-se o primeiro brasileiro ordenado ao ministério batista. Ele foi professor de Língua Portuguesas para os batistas imigrantes, em São Paulo.

De Salvador, Albuquerque foi para Maceió, sua terra natal, onde também fundou uma igreja batista.

 

O estadunidense Zachary Clay Taylor (1851-1919), um dos fundadores da Igreja Batista em Salvador. Ele chegou no Brasil em 1881.

 

 

Zacarias Taylor

 

A Igreja Batista foi organizada no início do século 17. Surgiu como um movimento em uma comunidade inglesa na Holanda. O nome tem relação com a rejeição ao batismo infantil, optando pelo batismo de fé, voluntário, através da imersão em água.

No Brasil, os batistas tomaram vulto a partir de 1867, com a chegada de imigrantes estadunidenses, que se estabeleceram principalmente em Santa Bárbara d'Oeste, em São Paulo. Eram escravocratas e buscavam terras onde a escravidão era permitida, como no Brasil da época. A proibição da escravidão, nos EUA, foi selada com o fim da Guerra da Secessão (1861-1865).

A Primeira Igreja Batista do Brasil foi fundada, em 1871, em Santa Bárbara d'Oeste, pelos imigrantes estadunidenses. As pregações eram em inglês e destinadas aos imigrantes estadunidenses.

Os primeiros cultos de fé protestante na Bahia ocorreram durante a invasão holandesa, em 1624. Os anglicanos fundaram sua igreja, em Salvador, em 1815, mas os cultos eram destinados aos imigrantes ingleses, que residiam na Cidade. Em 1872, foi fundada a Igreja Presbiteriana da Bahia.

Os primeiros missionários da Igreja Batista chegaram em Salvador, em agosto de 1882, vindos de São Paulo. Inicialmente, alugaram uma casa na parte alta da Cidade, que servia ao mesmo tempo de residência e espaço para pregações. Em outubro de 1882, fundaram a Primeira Igreja Batista na Bahia, com cinco membros, no bairro do Canela. Em um ano eram 70 membros. Salvador também possuía uma comunidade de estadunidenses que fugiram da Guerra da Secessão.

Os fundadores eram: os casais estadunidenses William e Anne Bagby, e Zachary e Katarin Taylor, além do pastor alagoano Antônio Teixeira de Albuquerque, que redigiu a ata de fundação da Igreja, a qual recebeu o nome de 1ª Igreja Batista na Bahia. Foi a terceira Igreja Batista do Brasil, depois da Igreja de Santa Bárbara d'Oeste e da de Americana, também em São Paulo.

A Igreja Batista da Bahia foi a primeira voltada para a evangelização de brasileiros, com cultos realizados em português. Nessa época, a religião oficial do Brasil era a católica, com a união entre igreja e estado. Existia muita discriminação para com os protestantes, mas isso mudou com a República, a partir de 1889.

Em 1907, foi fundada a Convenção Batista Brasileira, em Salvador. Participaram 45 mensageiros, representando 34 igrejas, de um total de 93 existentes no País. Em 1982, a Convenção foi novamente organizada em Salvador, para comemorar o centenário de fundação da Igreja na Bahia. O Brasil contava, então, com 3.600 igrejas batistas.

 

Religião

 

Salvador Bahia

 

Teixeira Albuquerque

 

 

◄Igrejas da Bahia

 

 

 

Igrejas Salvador